segunda-feira, 1 de abril de 2013

• Dia das verdades

Hoje, dia 1 de Abril, ocorreu-me esta repentina ideia peregrina, que vou passar a contar…

E que tal se houvesse, para além do dia das mentiras - ou até em seu lugar, porque não? -, um dia das verdades?…

É que, convenhamos… Dizer uma peta é demasiado fácil. O que era de homem era ter tomates para dizer aquelas verdades. Tipo:
  • Yah, tás gorda. Mas também, é só um kilinho, caramba…
  • O quê, vocês acreditaram quando nós dissémos que aquilo que se passou no Chipre não vai acontecer em outros países europeus? Pobres ingénuos…
  • Empresta-me aí algum guito, mas olha que não tenho intenção de devolver-te, ok?…
  • Chefe, você é mesmo um g'anda filho da mãe!!! Oh, que porra, mas porque é que nunca mais me sai o EuroMilhões?…
  • Nunca gostei dessa tua mania de esgravatares a manteiga para a barrar no pão. Eu deixo sempre a superfície lisinha…
  • Sim, fiz batota, sim! E depois?… 
…e etc. Isto é que seria um dia de festa de arromba! É claro que haveria à mistura, com toda a certeza, algumas clivagens... Divórcios, zaragatas, amizades terminadas, amuos, olhos negros e outras mais desgraças por aí fora. Ia-se estragar muita coisa... Mas cumprir-se-ia a bela da teoria da evolução de Darwin. Só aquilo que é mais forte é que sobrevive para perpetuar a espécie.

Vamos pensar nesta proposta com carinho, shall we?… 

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
Se desejar faça uma vista ao Peregrino e servo e deixe o seu comentário.
Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

Giuseppe Pietrini disse...

Caro António Batalha,

Agradeço a sua visita e o comentário gentil sobre este blog. Também fui visitar o seu blog Peregrino E Servo. As suas palavras lá são as de um homem de fé. Eu pelo contrário não tenho fé em qualquer deus. Queria retribuir-lhe de algum modo a sua visita... mas não encontro que palavras minhas poderia deixar no seu blog que algum valor tivessem, que acrescentassem algo. Fico sem jeito. Mesmo.

Desejo-lhe uma boa semana, António.
Giuseppe